Kefir e kombucha: entenda quais são seus benefícios!

Você já ouviu falar em kefir e kombucha? Os nomes estranhos se referem a duas bebidas artesanais que estão ganhando fama por serem um verdadeiro coquetel de saúde. Além disso, seus benefícios incluem melhora do trânsito intestinal e aumento da sensação de saciedade. Então, também há quem diga que ajudam a perder números na balança.

As duas bebidas são ricas em micro-organismos vivos. Por isso, são consideradas alimentos funcionais probióticos. O grande destaque desses dois fermentados é a facilidade de manter colônias em casa e, com isso, um estoque ilimitado das bebidas. Além disso, são muito saborosas e podem ser preparadas de várias formas.

Para entender melhor o que são o kefir e o kombucha, como consumi-los e, principalmente, o que eles trazem de bom ao organismo, continue a leitura!

O que são o kefir e o kombucha?

Tanto o kefir quanto o kombucha são colônias de bactérias cultivadas em algum líquido adocicado — leite, chá ou água com açúcar, por exemplo. Veja as particularidades de cada um!

Kefir

O kefir é um simbiótico (une prebióticos e probióticos) que contém uma grande quantidade de leveduras e bactérias benéficas para o organismo, incluindo Lactobacillus, Lactococcus lactis, Streptococcus thermophilus e outras. A colônia se assemelha aos floretes de couve-flor, com amontoados de grãos brancos.

O preparo clássico é feito com leite e, após a fermentação, o sabor é levemente azedo, como o de um iogurte. Também há a versão do kefir de água, para os intolerantes à lactose. Normalmente, ele é mais adocicado que o kombucha, que tende a ser mais amargo. A bebida contém:

  • vitaminas A, do complexo B, C, D, E e K2;
  • sais minerais, como cálcio, ferro, magnésio, manganês e zinco;
  • aminoácidos essenciais, como metionina, triptofano, tirosina, lisina e valina.

Entre os principais benefícios do kefir estão a restauração da microbiota intestinal, o que contribui fortemente para o funcionamento do intestino e para a depuração de toxinas pelo organismo. Além disso, a bebida é excelente para o sistema imunológico.

Kombucha

Diferentemente do kefir, o kombucha normalmente é fermentado com algum chá. Por conta disso, seu sabor costuma ser um pouco mais amargo e levemente gaseificado. A colônia de bactérias é chamada de scoby e lembra um pequeno disco achatado e gelatinoso.

Sua origem é milenar e, assim como o kefir, ganhou destaque nos últimos tempos devido aos inúmeros benefícios para o organismo. Apesar de contar com um número de cepas de bactérias menor que o primeiro, o kombucha é igualmente rico e nutritivo. Veja sua composição:

  • vitaminas C e do complexo B;
  • ácidos orgânicos, como acético, glucónico, málico, oxálico e pirúvico;
  • aminoácidos essenciais;
  • minerais e açúcares.

A principal característica do kombucha é seu potencial desintoxicante, principalmente em relação ao fígado. Ele também ajuda na digestão e está ligado a um aumento da disposição, em parte devido ao seu preparo com chá-preto ou verde, que contêm cafeína.

Como preparar as bebidas?

Agora que você já entende um pouco mais sobre o que são kefir e kombucha, veja como fermentar as colônias e prepará-las para o consumo.

Colônia de kefir

A preparação do kefir pode ser feita com leite ou com água de coco. Em qualquer caso, lave bem as mãos antes de começar a manusear as cepas e esterilize um recipiente de vidro para guardar a colônia.

Basta colocar uma pequena quantidade de kefir e leite em temperatura ambiente. Cuide para que o líquido não ultrapasse três quartos do recipiente, pois a colônia crescerá um pouco. Tampe o pote com um pano (não é indicado vedar com tampa) e deixe fora da geladeira em um local escuro.

Deixe fermentar por 24h, mexendo de vez em quando. Quando o líquido ficar levemente cremoso e o os grãos de kefir aumentarem de volume, a fermentação está pronta. Basta coar o leite e guardar na geladeira para o consumo. Os grãos podem ser separados para produzir mais bebidas.

Colônia de kombucha

Assim como a preparação do kefir, o kombucha é muito simples: basta colocar o scoby em um recipiente limpo e acrescentar a bebida de sua preferência. Como dito, a fermentação clássica é feita com chá-verde ou preto.

Como as leveduras precisam de um ambiente doce, acrescente um pouco de açúcar orgânico ou mascavo à mistura. Faça o chá conforme o seu gosto, coloque o disco do kombucha e tampe com um pano. Deixe o pote em um local escuro e em temperatura ambiente.

A fermentação do kombucha demora um pouco mais: você precisa deixar as cepas no chá por cerca de 7 dias. Depois desse tempo, um novo disco se formará na superfície — retire-o para produzir mais bebidas. O líquido deve ser conservado na geladeira.

Como armazenar e consumir?

As duas bebidas duram vários dias na geladeira, mas como se trata de um alimento fermentado, a atenção em relação à validade deve ser grande. Se notar que o kefir ou kombucha está com cheiro ou gosto diferente com o passar do tempo, ou se houver sinais de mofo, não consuma.

Também é importante lavar sempre as mãos antes de manusear os potes, para que a saúde das colônias não seja comprometida. Como as bactérias se reproduzem, o ideal é doar o excedente para não ficar com dezenas de potes na geladeira.

Você pode tanto ingerir o líquido puro como usá-lo em receitas. O kefir de leite vai muito bem em receitas de pães e bolos ou com bebidas lácteas, molhos de salada etc. Já o kombucha pode ser servido com outros chás ou sucos de frutas.

O consumo pode ser diário, em doses não muito grandes. Afinal, nada em excesso faz bem. Você pode, por exemplo, ingerir 50 ml pela manhã e 50 ml à noite. Caso seu corpo não apresente reações negativas, o consumo pode ser de até 200 ml (um copo) por dia.

Para evitar problemas de saúde, sempre informe seu médico ou nutricionista do interesse de incluir essas bebidas na dieta antes de iniciar o consumo. Apesar de serem naturais, podem reagir de forma negativa a alguns medicamentos ou em organismos com intolerância à lactose, disfunções no fígado etc.

Quais os benefícios de consumir?

Você já sabe que tanto o kefir quanto o kombucha são excelentes para a saúde. Abaixo, confira com mais detalhes os principais benefícios que essas duas bebidas trazem ao organismo.

Preservam as articulações e os ossos

O kombucha contém glucosamina, uma substância muito útil para que o organismo continue produzindo quantidades adequadas de colágeno. Por usa vez, o kefir de leite é uma rica fonte de cálcio. Por esses motivos, as duas bebidas ajudam a promover a saúde das articulações e dos ossos.

Promovem a desintoxicação

Especialmente o kombucha é um poderoso desintoxicante, devido ao efeito diurético do chá com o qual ele é fermentado. Além disso, as bactérias da bebida se ligam às moléculas de toxinas presentes nos aparelhos digestivo e excretor. Dessa forma, as substâncias nocivas ao organismo são mais facilmente eliminadas pelas fezes e pela urina.

Fortalecem o sistema imunológico

O kefir e o kombucha funcionam como excelentes antibacterianos e antivirais, pois as bactérias boas presentes nas duas bebidas combatem os micro-organismos nocivos à saúde. Assim, ajudam a prevenir infecções, principalmente no trato urinário e no intestino.

Aumentam a disposição

As duas bebidas ajudam a aumentar a energia. Afinal, elas promovem um melhor funcionamento intestinal e fortalecem o sistema imunológico — somente por esses dois efeitos, a disposição já é potencializada. Além disso, o kombucha é fermentado com chás que contêm cafeína, um poderoso estimulante.

Melhoram a digestão e o funcionamento intestinal

Esse é, sem dúvidas, o grande destaque do kefir e do kombucha. Como são poderosos probióticos, equilibram a microbiota intestinal, o que ajuda a amenizar desarranjos intestinais. Então, previnem a prisão de ventre e também são úteis para controlar ou prevenir diarreias.

Ajudam no emagrecimento

O kefir e o kombucha não estão ligados diretamente à perda de peso. No entanto, o correto funcionamento do intestino, a melhora na digestão e até mesmo a sensação de saciedade proporcionada pelas bebidas ajudam, consequentemente, no emagrecimento saudável. Portanto, são bem-vindos na dieta.

Como adquirir kefir e kombucha?

A forma clássica de conseguir kefir e kombucha é por doações. Como as colônias crescem bastante, é comum que os próprios consumidores comecem a dividi-la com seus conhecidos para que também as cultivem. A comercialização ainda não é muito comum, por isso, dificilmente você encontrará as colônias em mercados.

Já existem até lojas on-line para comprar os kits de fermentação, mas com a desvantagem de talvez perder os micro-organismos na entrega devido ao tempo de transporte. Uma alternativa para quem não tem muita paciência na preparação e manutenção das colônias é solicitar para seu médico ou nutricionista uma formulação de lactobacilos. Atualmente existe uma gama enorme de cepas de lactobacilos que podem adquiridos em farmácias de manipulação. Você consegue encontrá-las como bebidas, sachês ou cápsulas, prontas para o consumo. Para isso você precisa saber qual lactobacilo tomar e a dosagem correta para sua necessidade.

Como você viu, kefir e kombucha são fáceis de preparar e funcionam como grandes aliados da saúde. Para manter o funcionamento do organismo em dia, não se esqueça de manter uma alimentação saudável também. Dessa forma, os benefícios das bebidas fermentadas serão ainda mais significativos.

Se você tem interesse em conseguir as colônias de kefir e Kombucha ou se você tem as colônias para disponibilizar para pessoas interessadas, comente aqui neste post. Podemos fazer uma ponte entre pessoas interessadas e doadores de colônias.

Conte com a Medicinal Farmácia! Visite nosso site e conheça nossos produtos.

Você pode gostar...

Comentários no Facebook