O que é um metabolismo lento e quais são as suas causas? Veja aqui!

Você já reparou que algumas pessoas comem bastante e parecem não engordar, enquanto outras ganham números na balança com o mais leve descuido na dieta? A genética e o estilo de vida contam muito, mas o ganho de peso ou a dificuldade em emagrecer também podem ser causas do metabolismo lento.

Se você se identificou com esse segundo perfil, acompanhe a leitura deste artigo e descubra os sintomas e as causas da lentidão dos processos orgânicos. Confira, ainda, algumas dicas simples para estimular a atividade metabólica!

O que é o metabolismo lento?

O metabolismo é o mecanismo biológico responsável por transformar os nutrientes que ingerimos em energia. Quando ele não funciona em um ritmo adequado, que seria o normal, começa a haver acúmulo de gordura localizada devido ao excesso de calorias. Além disso, os efeitos de uma dieta demoram mais a aparecer.

Para descobrir se o seu organismo tem essa característica, observe se há os seguintes sintomas:

  • digestão lenta;

  • sensação de estufamento por muito tempo após as refeições;

  • constipação;

  • fadiga excessiva;

  • pouco apetite.

Quais são as possíveis causas do metabolismo lento?

Uma das principais causas dos distúrbios metabólicos são problemas com a glândula tireoide. Por isso, vale a pena consultar um endocrinologista para realizar exames. Outras causas que contribuem fortemente para esse quadro estão listadas abaixo. Confira!

Alimentação inadequada

Alimentos ricos em gorduras e açúcares costumam ser muito calóricos e acabam sobrecarregando o corpo. Além disso, o hábito de passar longos períodos em jejum deixa a atividade mais lenta. Isso ocorre porque o organismo tenta racionar a produção de energia quando há escassez de nutrientes e, por consequência, haverá acúmulo de gordura nas regiões da barriga, quadril e pernas.

Dietas restritivas

Com a frequência de dietas que restringem calorias ou macronutrientes, o organismo se defende de maneira lenta. Ou seja, em um determinado momento, o corpo interpretará como carência nutritiva. Dessa maneira, a energia não consumida será transportada para as células e armazenada em forma de tecido adiposo.

Problemas no sono

Poucas horas de descanso ou um sono de má qualidade afetam diretamente o equilíbrio endócrino do corpo. Acontece que os hormônios são os grandes responsáveis por evitar o acúmulo de gordura e promover o transporte de glicose pelo organismo. Portanto, se há alterações na distribuição de nutrientes, o metabolismo também sofrerá consequências.

Sedentarismo

O corpo humano é uma máquina inteligente. Desse modo, quando você está se movimentando, o organismo começa a trabalhar mais para fornecer energia. O contrário também acontece, assim, o sedentarismo promove uma resposta metabólica mais lenta, já que não há gasto de energia significativo.

O metabolismo lento é uma desculpa?

Como comentado acima, o metabolismo se trata das reações químicas que transformam os nutrientes em energia no nosso organismo. Logo, tudo isso é devido ao gasto calórico que o corpo suporta diariamente.

Portanto, esse efeito passa a ser reduzido devido à intenção de se autoproteger quando o organismo identifica uma escassez de alimento. Assim, a quantidade de queima de calorias é menor e, consequentemente, dificulta o emagrecimento. Muitas vezes, as pessoas, em busca de ter um corpo mais magro, fazem a interpretação errada desse processo e acabam se sentindo frustradas.

Entre as boas práticas diárias para a perda de peso, pode-se incluir uma alimentação saudável e equilibrada, assim como realizar atividades físicas frequentemente. Tudo isso, de forma de gradual e sem exageros, pois a mudança dos hábitos deve respeitar o tempo do cada organismo. Sendo assim, nada de loucuras, está bem?

Como reverter esse quadro?

Primeiramente, consulte um médico para descobrir a razão do funcionamento lento de seu organismo. Isso pode ter origem no hipotireoidismo, por isso, é necessário fazer um acompanhamento médico e iniciar um tratamento para dosagem hormonal.

Agora, se as causas forem relacionadas aos hábitos cotidianos, algumas dicas devem ajudar a acelerar a atividade metabólica. Acompanhe as instruções a seguir para lhe ajudar!

Tenha uma alimentação regular

Em primeiro lugar, adote uma alimentação saudável, com os macronutrientes e vitaminas completas, sem nenhuma restrição. É importante se sentir saciado em cada refeição, sem se estufar, mas estando bem alimentado.

Caso prefira, cuide para que as refeições tenham um intervalo máximo de 3 horas. Esse cuidado é útil não apenas para melhorar o metabolismo, como para outras funções importantes do corpo.

Pratique exercícios físicos 

A prática de atividades físicas é outra aliada, pois ajuda a ter mais disposição e conforto durante o dia. Os benefícios para a saúde são amplos, por isso, os exercícios devem ser parte da rotina. Portanto, procure algo que goste e pratique com regularidade!

Durma bem

O bom sono é muito importante, devido à regulagem de hormonal. Desse modo, garanta que o momento de descanso seja uma prioridade no seu dia a dia — o ideal é dormir entre 6 e 9 horas por noite, sem interrupções.

Aposte em suplementos

Vale a pena também apostar em suplementos vitamínicos para evitar a carência nutricional. Os termogênicos, como o chá-verde, também são úteis no estímulo da atividade metabólica. Além disso, produtos com cafeína, canela e pimenta são especialmente interessantes.

Consuma alimentos ricos em proteína

Comer alimentos ricos em proteína, como carnes variadas, leite e ovos é outra ótima alternativa. Afinal, essa digestão é lenta e necessita de mais calorias, assim, consequentemente, promove o aumento da rapidez do metabolismo. Portanto, o ideal é ingerir de 1 a 1,5 gramas de proteína por quilo da pessoa. Faça as contas e comece a consumir!

Tome mais de 2 litros de água por dia

Mantenha-se sempre hidratado, isso faz parte de uma rotina saudável. Leve consigo uma garrafa para beber água durante o dia, pois com a hidratação ideal tem uma circulação sanguínea mais completa e até mesmo a pele ficará menos ressecada.

Como você viu, as causas do metabolismo lento podem vir de um problema patológico ou da junção de hábitos inadequados que afetam o dia a dia e a qualidade de vida das pessoas. A boa notícia é que há meios de estimulá-lo para que se torne mais ativo. Por isso, vale a pena revisar seus costumes, complementar a dieta com produtos e contar com a ajuda de profissionais.

Gostou das nossas dicas? Então, compartilhe este conteúdo nas suas redes sociais e contribua com a saúde dos seus amigos!

Você pode gostar...

Comentários no Facebook