Descubra como funciona e quais os cuidados no jejum intermitente

Muitas pessoas que querem perder peso têm curiosidade em saber como funciona o jejum intermitente. Em linhas gerais, é uma dieta, também chamada de programa de alimentação, em que você estipula os horários ou dias que vai ficar sem comer.

Com grande popularidade na internet, principalmente, por conta da adesão de diversas celebridades, cada vez mais pessoas estão interessadas em saber mais sobre como esse estilo alimentar ajuda a perder peso.

Quer entender melhor como fazer o jejum intermitente, quais os benefícios para a saúde e os cuidados que você deve ter? Então acompanhe nosso post e tire todas as suas dúvidas!

Como funciona o jejum intermitente?

Talvez você nunca tenha pensado, mas pratica o jejum intermitente sem perceber. Como? Durante o período do sono. Por exemplo, se você tem o costume de dormir às 23 h e acordar às 7 h, passa oito horas sem se alimentar.

O que ocorre é que as pessoas que se tornam adeptas dessa dieta ampliam esse espaço de tempo, determinando os períodos de jejum e os intervalos chamados de janela de alimentação. Assim, ele pode ser feito de diversas maneiras:

  • protocolo 16:8 — a pessoa faz o jejum por 16h (incluindo as horas de sono) e se alimenta em um intervalo de 8 horas;
  • protocolo 5:2 — em dois dias da semana que não sejam seguidos, a pessoa restringe bastante a ingestão calórica, alimentando-se normalmente nos outros 5 dias;
  • por 24h — a pessoa fica um dia inteiro da semana sem comer.

É claro que há variações desse protocolo, com modificações do intervalo de jejum e da janela de alimentação. Nos períodos em que a pessoa não se alimenta, ela pode tomar água ou ainda beber chá ou café sem açúcar.

Quais são os seus benefícios?

Quando seguido corretamente, com a orientação médica e acompanhamento de um nutricionista, o jejum intermitente pode trazer alguns benefícios para a perda de peso e para a saúde em geral. Confira mais, a seguir.

Acelera o metabolismo

Se você quer saber como funciona o jejum intermitente saiba que ele ajuda na queima mais rápida de gordura, pois potencializa o processo de termogênese — que é como o corpo produz energia — acelerando o metabolismo.

Facilita o emagrecimento

Além disso, ao não se alimentar por um longo período, você restringe a ingestão calórica e o corpo passa a usar as reservas de gorduras para continuar funcionando bem. O que ocorre é que, em jejum, o glucagon e outros hormônios que têm a função de quebrar gorduras ficam mais tempo trabalhando no organismo. O resultado? Perda de peso e de medidas.

Reduz o risco de diabetes

Ficar longos períodos sem se alimentar faz com que o corpo reduza a resistência à insulina, baixando os níveis de açúcar no sangue. De certa forma, essa se torna uma maneira de se prevenir do diabetes tipo 2.

Promove a saúde do cérebro

O jejum intermitente pode ainda proteger o cérebro contra doenças degenerativas, como o Alzheimer. Uma pesquisa feita nos Estados Unidos apontou que a privação da comida em dias alternados colaborou para o desenvolvimento de novas células cerebrais.

Quais cuidados é preciso ter para fazer esse jejum?

É necessário adotar um cardápio nutritivo nos períodos em que for se alimentar, priorizando cereais integrais, castanhas, verduras, legumes, frutas e carnes magras. Além disso, gestantes, lactantes, pessoas com histórico de distúrbios alimentares, quem apresenta doenças crônicas (especialmente diabetes) ou qualquer outro problema de saúde não devem fazer o jejum intermitente.

Agora que você já sabe como funciona o jejum intermitente, pode colocá-lo em prática se estiver em boas condições de saúde. Ter o acompanhamento médico e nutricional também é recomendado para que você obtenha as orientações necessárias e consiga todos os benefícios com esse tipo de dieta.

Nosso post foi útil para você? Fique por dentro de outros conteúdos como este, é só seguir a nossa página no Facebook e Instagram!

Você pode gostar...

Comentários no Facebook